domingo, 17 de abril de 2016

MARTIM- PESCADOR, SOLITÁRIO CAÇADOR DAS ÁGUAS


Martim-pescador-pequeno

Ave da família Alcedinidae, o martim-pescador-pequeno é o representante mais comum no Brasil. É conhecido também pelos nomes de ariramba-pequeno, martim-cachaça e martim-pescador. Vive ao longo de rios, lagos e orla marítima, mangues, embocaduras de rios, em florestas ou áreas abertas, onde haja árvore para o pouso. 

Nome CientíficoSeu nome científico significa: Grego khloros verde; ceryle (kerulos): ave mitológica citada em obras de Aristóteles e outros autores da antiguidade; americana que vive ou habita o continente americano: Ceryle verde do continente americano. 

Características

Mede 19 centímetros. Partes superiores em verde bem escuro, contrastando com uma faixa branca saliente e sedosa que liga a base do bico à nuca, onde é atravessada pelo penacho nucal; asas atravessadas por 3 linhas transversais de manchas brancas; bases das retrizes externas brancas. O macho tem as partes inferiores brancas com o peito castanho e a fêmea tem peito amarelado ou branco
manchado de verde.

martim-pescador-pequeno macho


martim-pescador-pequeno fêmea


martim-pescador-pequeno jovem

Ajuda para a identificação

Diferenças no peito entre o martim-pescador-pequeno (Chloroceryle americana) e o martim-pescador-verde (Chloroceryle amazona) 

. Chloroceryle americana macho .. Chloroceryle amazona macho .


martim-pescador-pequeno macho 


martim-pescador-verde macho 


. Chloroceryle americana fêmea .. Chloroceryle amazona fêmea .

martim-pescador-pequeno fêmea 


martim-pescador-verde fêmea ) 

Subespécies

Possui cinco subespécies: 

Chloroceryle americana americana (Gmelin, 1788) - ocorre em toda a região Tropical da América do Sul e nas ilhas de Trinidad e Tobago;
Chloroceryle americana hachisukai (Laubmann, 1942) - ocorre nos Estados Unidos da América desde o extremo Sul do estado do Arizona até o Centro Oeste do Texas e no Noroeste do México;
Chloroceryle americana septentrionalis (Sharpe, 1892) - ocorre nos Estados Unidos da América, desde o Centro do estado do Texas até o Sul da Colômbia e Oeste da Venezuela;
Chloroceryle americana cabanisii (Tschudi, 1846) - ocorre no Oeste da Colômbia e no Oeste do Equador a Oeste dos Andes até o Norte do Chile;
Chloroceryle americana mathewsii (Laubmann, 1927) - ocorre no Sul do Brasil e Bolívia até o Norte da Argentina.

O que é leucismo? 

O leucismo (do grego λευκοσ, leucos, branco) é uma particularidade genética devida a um gene recessivo, que confere a cor branca a animais geralmente escuros. 
O leucismo é diferente do albinismo. Os animais leucísticos não são mais sensíveis ao sol do que qualquer outro. Pelo contrário, são mesmo ligeiramente mais resistentes, dado que a cor branca possui um albedo elevado, protegendo mais do calor. 

O oposto do leucismo é o melanismo. 

Alimentação

Para alimentar-se, pousa na vegetação à beira d'água (entre 1 e 3 metros de altura), de onde observa suas presas antes de mergulhar. Às vezes paira no ar antes de mergulhar. Come peixes de 3 a 5,5 centímetros e crustáceos, sendo uma espécie de hábitos alimentares mais generalista.

martim-pescador-pequeno se alimentando 

Reprodução

O casal constrói o ninho geralmente num barranco de rio, acima do nível da água. Escava um túnel com cerca de 80 cm, podendo ou não camuflar a entrada do mesmo. Põe geralmente 3 a 5 ovos brancos, que medem em torno de 24 por 19 milímetros, no fundo do túnel. A incubação noturna cabe à fêmea, mas durante o dia ela se reveza com o macho. Como é regra na família, o período de incubação é de 19 a 21 dias e os pais cuidam dos filhotes.


Casal de martim-pescador-pequeno


Ninho de martim-pescador-pequeno

Hábitos

É a espécie mais comum no Brasil. Habita os lagos com rica vegetação aquática, beira de rios pequenos e grandes, manguezais; adapta-se até em pequenas coleções d’água tomada por vegetação palustre, como aguapés e outras plantas aquáticas. Voz: “ta-ta”; “ti-ti” (advertência); “trr-trr-trr”; canto chilreado e uma sequência descendente, “kli-kli-kli-kli-kli-kli”. 

Distribuição Geográfica



Ocorre do Texas e México à Argentina e em todo Brasil.









Nenhum comentário:

Postar um comentário