segunda-feira, 14 de novembro de 2011

FOTOS QUE FAZEM PARTE DA HISTÓRIA


 As imagens mais vistas da história. Imagens espetaculares que marcaram os acontecimentos geradores de tensão e transformação históricas. Todas as imagens são equivalentes no poder de marcar o registro em sua época.
Muitos fatos permanecem inesquecíveis na memória de que os viveu e muitos suscitam divagações de como teria sido estes momentos tão únicos e transformadores . Quem viveu entre os anos de 1970 a 1990, por exemplo, presenciou uma das épocas mais transformadoras registradas da história. Infelizmente nem tudo foi registrado e antes destas décadas o acesso às imagens tornam-se mais difíceis, portanto, de maior valor agregado.
No Imagens e Letras você vai encontrar  muitos destes e de outros acontecimentos históricos sendo comentados. Também curiosidades de fatos que  ainda não são  conhecidos do público.

A imagem de Che

A famosa foto de Che Guevara, conhecida formalmente como "Guerrilheiro Heróico", onde aparece seu rosto com a boina negra olhando ao longe, foi tirada por Alberto Korda em 5 de março de 1960 quando Guevara tinha 31 anos num enterro de vítimas de uma explosão. Somente foi publicada sete anos depois.
O Instituto de Arte de Maryland - EUA denominou-a "A mais famosa fotografia e maior ícone gráfico do mundo do século XX". É, sem sombra de dúvidas, a imagem mais reproduzida de toda a história expressa um símbolo universal de rebeldia, em todas suas interpretações, (segue sendo um ícone para a juventude não filiada às tendências políticas principais).

A agonia de Omayra


Omayra Sanchez foi uma menina vítima do vulcão Nevado do Ruiz durante a erupção que arrasou o povoado de Armero, Colômbia em 1985. Omayra ficou 3 dias jogada sobre o lodo, água e restos de sua própria casa e presa aos corpos dos próprios pais. Quando os paramédicos de parcos recursos tentaram ajudá-la, comprovaram que era impossível, já que para tirá-la precisavam amputar-lhe as pernas, e a falta de um especialista para tal cirurgia resultaria na morte da menina. Omayra mostrou-se forte até o último momento de sua vida, segundo os paramédicos e jornalistas que a rodeavam. Durante os três dias, manteve-se pensando somente em voltar ao colégio e a seus exames e a convivência com seus amigos.
O fotógrafo Frank Fournier, fez uma foto de Omayra que deu a volta ao mundo e originou uma controvérsia a respeito da indiferença do Governo Colombiano com respeito às vítimas de catástrofes. A fotografia foi publicada meses após o falecimento da garota.
Muitos vêem nesta imagem de 1985 o começo do que hoje chamamos Globalização, pois sua agonia foi vivenciada em tempo real pelas câmaras de televisão de todo o mundo.

A menina do Vietnã


Em 8 de junho de 1972, um avião norte-americano bombardeou a população de Trang Bang com napalm. Ali encontrava-se Kim Phuc e sua família. Com sua roupa em chamas, a menina de nove anos corria em meio ao povo desesperado e no momento, que suas roupas tinham sido consumidas, o fotógrafo Nic Ut registou a famosa imagem.
Depois, Nic levou-a para um hospital onde ela permaneceu por durante 14 meses sendo submetida a 17 operações de enxerto de pele.
Qualquer um que vê essa fotografia, mesmo que menos sensível, poderá ver a profundidade do sofrimento, a desesperança, a dor humana na guerra, especialmente para as crianças.
Hoje em dia Pham Thi Kim Phuc está casada, com 2 filhos e reside no Canadá onde preside a "Fundação Kim Phuc", dedicada a ajudar as crianças vítimas da guerra e é embaixadora da UNESCO.

Execução em Saigon


- "O coronel assassinou o preso; mas e eu... assassinei o coronel com minha câmara? - Palavras de Eddie Adams, fotógrafo de guerra, autor desta foto que mostra o assassinato, em 1 de fevereiro de 1968, por parte do chefe de polícia de Saigon, a sangue frio, de um guerrilheiro do Vietcong.
Adams, correspondente em 13 guerras, obteve por esta fotografia um prêmio Pulitzer; mas ficou tão emocionalmente tocado com ela que converteu-se em fotógrafo paisagístico.

A menina Afegã


Sharbat Gula foi fotografada quando tinha 12 anos pelo fotógrafo Steve McCurry, em junho de 1984. Foi no acampamento de refugiados Nasir Bagh do Paquistão durante a guerra contra a invasão soviética. Sua foto foi publicada na capa da National Geographic em junho de 1985 e, devido a seu expressivo rosto de olhos verdes, a capa converteu-se numa das mais famosas da revista e do mundo.
No entanto, naquele tempo ninguém sabia o nome da garota. O mesmo homem que a fotografou realizou uma busca à jovem que durou exatos 17 anos. Em janeiro de 2002, encontrou a menina, já uma mulher de 30 anos e pôde saber seu nome. Sharbat Gula vive numa aldeia remota do Afeganistão, é uma mulher tradicional pastún, casada e mãe de três filhos. Ela regressou ao Afeganistão em 1992.

O homem do tanque de Tiananmen


Também conhecido como o "Rebelde Desconhecido", esta foi a alcunha que foi atribuido a um jovem anônimo que se tornou internacionalmente famoso ao ser gravado e fotografado em pé em frente a uma linha de vários tanques durante a revolta da Praça de Tiananmen de 1989 na República Popular Chinesa.
A foto foi tirada por Jeff Widener, e na mesma noite foi capa de centenas de jornais, noticiários e revistas de todo mundo. O jovem estudante (certamente morto horas depois) interpôs se a duas linhas de tanques que tentavam avançar. No ocidente as imagens do rebelde foram apresentadas como um símbolo do movimento democrático Chinês: um jovem arriscando a vida para opor-se a um esquadrão militar.
Na China, a imagem foi usada pelo governo como símbolo do cuidado dos soldados do Exército Popular de Libertação para proteger o povo chinês: apesar das ordens de avançar, o condutor do tanque recusou fazê-lo se isso implicava causar algum dano a um cidadão(hã hã).

Protesto silencioso


Thich Quang Duc, nascido em 1897, foi um monge budista vietnamita que sacrificou-se até a morte numa rua super movimentada de Saigon em 11 de junho de 1963. Seu ato foi repetido por outros monges. Enquanto seu corpo ardia sob as chamas, o monge manteve-se completamente imóvel. Não gritou, nem sequer fez um pequeno ruído.
Thich Quang Duc protestava contra a maneira que a sociedade oprimia a religião Budista em seu país. Após sua morte, seu corpo foi cremado conforme à tradição budista. Daí você poderia perguntar:
- "Existiria mais alguma coisa para cremar?"
Hum hum... durante a cremação seu coração manteve-se intacto, pelo que foi considerado como quase santo e seu coração foi transladado aos cuidados do Banco de Reserva do Vietnã como relíquia.

Espreitando a morte


Em 1994, o fotógrafo Sudanês Kevin Carter ganhou o prêmio Pulitzer de fotojornalismo com uma fotografia tomada na região de Ayod (uma pequena aldeia em Suam), que percorreu o mundo inteiro. 
A figura esquelética de uma pequena menina, totalmente desnutrida, recostando-se sobre a terra, esgotada pela fome, e a ponto de morrer, enquanto num segundo plano, a figura negra expectante de um abutre se encontra espreitando e esperando o momento preciso da morte da garota.
Quatro meses depois, abrumado pela culpa e conduzido por uma forte dependência às drogas, Kevin Carter suicidou-se.

The Falling Man


The Falling Man é o título de uma fotografia tirada por Richard Drew durante os atentados do 11 de setembro de 2001 contra as torres gêmeas do WTC. Na imagem pode-se ver um homem atirando-se de uma das torres. A publicação do documento pouco depois dos atentados irritou a certos setores da opinião pública norte-americana. Ato seguido, a maioria dos meios de comunicação se auto-censurou, preferindo mostrar unicamente fotografias de atos de heroísmo e sacrifício. Ah sim... mas eles passaram exaustivamente na TV a morte de Saddam...

Triunfo dos Aliados


Esta fotografia do triunfo dos aliados na segunda guerra, onde um soldado Russo agita a bandeira soviética no alto de um prédio, demorou a ser publicada pois as autoridades Russas quiseram modificá-la. A bandeira era na verdade uma toalha de mesa vermelha e o soldado aparecia com dois relógios no pulso, possivelmente produto de saque. Sendo assim foi modificada para que não ficase feio para os soviéticos.

Protegendo a cria
Uma mãe cruza o rio com os filhos durante a guerra do Vietnã em 1965 fugindo da chuva de bombas americanas.

Anne Frank 1941



Seis milhões de Judeus morreram no Holocausto. Para muitos em todo mundo, uma adolescente foi a face desta história. Foi Anne Frank, a adolescente que, de acordo com seu diário (um dos livros mais lidos do mundo), manteve sua esperança na humanidade e conta como ela se escondeu com sua família numa cobertura de Amsterdã. Em 1944 ela é presa; Anne e sua irmã morrem de tifo em Bergen-Belsen só há um mês antes que o campo fosse liberado. O mundo conheceu os horrores do holocausto através de suas palavras e através deste famoso retrato de uma menina de 14 anos. Seu olhar com enigmática expressão é o olhar num futuro que o espectador nunca sabe como responder.


Biafra 1969



Quando os Igbos do leste da Nigéria declararam independência em 1967, a Nigéria bloqueou o incipiente Biafra. Em três anos de guerra, mais de um milhão de pessoas morreram, principalmente de fome. A fome das crianças provocou doenças estranhas como a de "kwashiorkor" (que significa "aquele que foi colocado de lado"), que trazia como principais sintomas o abdômen distendido (barriga d'água), despigmentação da pele e descoloração dos cabelos tornando os avermelhados. O fotógrafo de guerra Dom McCullin assinala a atenção da tragédia.

- "Eu fiquei totalmente abismado com a visão de 900 crianças vivendo num acampamento na absoluta miséria próximos a morte... Perdi todo interesse em fotografar os soldados em ação."

A comunidade internacional interveio para ajudar a Biafra e Dom McCullin desistiu de ser correspondente e fotógrafo de guerra.


Birmingham 1963



Durante anos, Asa Birmingham, foi considerada "a cidade mais preconceituosa do Sul", o lar de uma grande população onde os negros eram classe dominante ante os brancos onde com freqüência se via a hostilidade aberta. Birmingham, em 1963 converteu-se na causa do célebre movimento negro pelos direitos civis com os manifestantes liderados pelo pacifista Martin Luther King Jr enfrentando em repetidas ocasiões a policiais, cães e mangueiras de alta pressão em sua incansável busca para derrocar à segregação. Esta imagem de pessoas que se retorcem pela pressão do aríete de água é toda uma mostra da difícil situação dos negros naqueles anos.


Nagasaki 1945



A nuvem em forma de cogumelo era o resultado da primeira bomba atômica utilizada durante a segunda guerra mundial em 6 de agosto de 1945. A bomba, batizada como Little Boy e lançada do Enola Gay, assassinou mais de 80 mil pessoas na cidade japonesa de Hiroshima. Três dias mais tarde uma segunda bomba, a Fat Man, explodiu a 500 metros acima do nível do solo em Nagasaki. A explosão provocou um calor de milhares de graus e a grande radiação destruiu tudo ao seu redor, matando 150 mil pessoas.


Vasili Záitsev em Stalingrado 1942



Herói militar soviético, Vasili é uma lenda na Rússia; o maior francotirador da história com mais de 225 baixas de soldados alemães. Esta foto é de domínio público na Rússia e foi publicada antes de 1 de janeiro de 1954. O autor da foto é desconhecido e diz-se que morreu antes da publicação da mesma.


Guerra do Vietnã 1966



Ao contrário dos constrangimentos impostos a imprensa em conflitos subseqüentes como na recente guerra do Iraque, correspondentes e fotógrafos no Vietnã podiam acompanhar tropas para onde quer que eles fossem e não havia nenhuma censura. O documentário "Reaching Out" é um exemplo por excelência das poderosas imagens que saíram de Vietnã. As fotografias coloridas publicadas a partir de 1962 por Larry Burrows mostram camponeses vietnamitas atormentados, soldados americanos feridos e fortificaram o clamor contra a presença norte-americana no Vietnã.


Kent State 1970



Quando o Presidente Richard Nixon confirmou o envio de tropas ao Camboja, os colégios da nação fizeram erupção em protesto. A Guarda Nacional de Ohio, foi chamada para sufocar os distúrbios de pessoas que jogavam pedras em prédios públicos em Kent State . Mataram quatro, dois eram simplesmente estudantes que iam para a aula. Esta foto foi feita num momento crucial: logo após os soldados atirarem nos alunos.


Linchamento 1930



Uma turba de 10m mil brancos do condado de Marion penduraram estes dois jovens negros acusados de violar uma menina, o tio da menina salvou a vida de um terceiro ao dizer que ele era inocente. A maioria dos quase 5 mil linchamientos documentados entre a reconstrução do país depois da guerra civil até os finais dos anos 60 foram perpetrados no Sul do país. Alguns linchamentos foram estampados em cartões postais desenhados para evidenciar a supremacia da raça ariana. Hoje em dia as necessárias imagens recordam-nos que não chegamos tão longe da barbarie, como gostaríamos de pensar ou como a maioria de acéfalos finge não ter existido.

“Monstro do lago ness


monstro do lago Nessmonstro de Loch Ness, ou também conhecido simplesmente por Nessie, é um
criptídeo aquático que alegadamente foi visto no Loch Ness (Lago Ness), nas Terras Altas da Escócia. A sua existência (ou não) continua a suscitar debate entre os cépticos e os crentes, e é um dos mistérios da
criptozoologia. O monstro de Loch Ness é descrito como uma espécie de serpente ou réptil marinho, semelhante ao plesiossauro, um sauropterígeo pré-histórico. Mas no dia 29 de Maio de 2003, o governo da Escócia declarou que o monstro não existe e as ideias de que ele existe não passam de fruto da imaginação.

Gandi e a roda girando”


*Gandhi e a roda girando

Quando Venkayya buscou a aprovação de Mahatma Gandhi pela bandeira, Gandhi sugeriu a incorporação da "Charka" ou roda que gira na bandeira, simbolizando "a incorporção da Índia e a redenção de todas suas doenças". A modesta roda acabou tornando-se um símbolo sagrado da regeneração econômica da Índia sobre o campeonato de Gandhi. Ela se tornou o símbolo do movimento pela libertação.

“Einstein com a lingua de fora”


Talvez uma das fotos mais conhecidas do século 20 seja aquela de Albert Einstein (1879-1955) com a língua de fora. No seu aniversário de 72 anos, dia 14 de março de 1951, Einstein estava cansado dos jornalistas que não o deixavam em paz. Quando deparou-se com o exército de fotógrafos que o esperava, Einstein pôs a língua de fora, na esperança que os fotógrafos desistissem dele e fossem realmente embora.

A Viagem do Titanic



*A Viagem do Titanic

A única viagem do Titanic irá ficar para sempre como uma das grandes tragédias humanas. 
No total morreram 1517 pessoas, sobrevivendo 706.

Massacre dos Judeus



Holocausto

As vidas que foram tiradas pelos fascistas e neonazistas..

Que erros como esses nunca mais se repitam..


John Lenon e Yoko Ono




John Lennon se engajou diretamente na campanha contra a Guerra do Vietnã sendo perseguido pelo governo dos EUA, que o considerava rebelde e idealista. John Lennon e sua companheira Yoko Ono entraram de cabeça na luta política e ideológica, usando a arte como ferramenta de protesto político. Em 1969, espalharam cartazes e outdoors com a frase War Is Over, If You Want It. O inglês John Lennon acabou inscrito na lista negra do governo-norte- americano, que tentou expulsa-lo dos EUA diversas vezes.

A queda do muro de Berlim


A morfologia da política da Europa foi profundamente alterada pela queda do Muro de Berlim, em 1989, que conduziu à reunificação da Alemanha, em Outubro de 1990, e à democratização dos países da Europa Central e Oriental, libertados da tutela soviética. A própria União Soviética deixou de existir em Dezembro de 1991.

A Morte de John Kennedy




Ao meio-dia e meia do dia 22 de novembro, passando pela Dealey Plaza, Kennedy é atingido por dois tiros, um no pescoço (que também atinge o Governador do Texas John Connally) e outro fatal na cabeça . Jackie Kennedy que estava ao seu lado, sobe em desespero na traseira do carro em movimento . Kennedy morre menos de trinta minutos depois do atentado. Um ex-marine, Lee Harvey Oswald, de 24 anos, que trabalhava num depósito de onde foram vistos os disparos, foi detido e acusado pelo homicídio de Kennedy. No dia 24, quando Oswald seria transferido para outra prisão, acabou por ser também assassinado por Jack Ruby, ligado à Máfia americana e portador de uma doença terminal.Muito foi dito, pouco foi provado, mas é essencial dizer que em 1976, uma comissão de investigação do congresso americano, concluiu um novo relatório, e lá foi dito, que no incidente de 22 de novembro de 1963, houve provável conspiração.

Atentado ao Word Trade Center



Uma das fotos que ficaram na memoria de todos..
O atentado que foi visto ao vivo pelo mundo..


Hindenburg




Na noite de 6 de maio de 1937, o gigantesco dirigível Hindenburg preparava-se para descer na base de Lakenhurst, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, com 97 ocupantes a bordo, sendo 36 passageiros e 61 tripulantes, vindos da Alemanha. Durante as manobras de pouso, um incêndio tomou conta da aeronave e o saldo foi de 13 passageiros e 22 tripulantes mortos e um técnico em solo, no total de 36 pessoas.

Olimpiadas de Munique




As Olimpíadas de Munique sempre serão lembradas pela tragédia, da qual foi palco. Em 5 de setembro, a quatro dias do encerramento da competições, um grupo de terroristas palestinos que se identificaram como integrantes do grupo Setembro Negro, braço armado da OLP, invadiu a Vila Olímpica durante a madrugada e investiu sobre os alojamentos da delegação israelense. Três atletas tentaram reagir, dois foram mortos e um foi pego como refém. Outros oito israelenses também ficaram nas mãos dos palestinos. 


A Explosão da Challenger



No dia 28 de janeiro de 1986, há exatos 20 anos, o ônibus espacial Challenger explodiu 72 segundos após a decolagem do Cabo Canaveral, na Flórida, tornando-se um dos acidentes mais devastadores da história da Nasa (Agência Espacial Americana).
Esse foi o primeiro acidente grave envolvendo os ônibus espaciais, desde que começaram a ser utilizados no programa espacial americano em 1981. Segundo as investigações posteriores, ele foi causado por uma falha do sistema de vedação do tanque de combustível, provocando o vazamento de hidrogênio, causando a explosão. A tragédia abalou profundamente o prestígio da Agência Espacial, interrompendo as missões por dois anos. Por outro lado, obrigou a Nasa a elevar os investimentos na segurança dos ônibus.A foto mostra o momento da explosão.


O homem na Lua 



Esta é talvez a mais famosa foto do homem na Lua. Quem aparece na imagem é Aldrin. 
Mas Armstrong, que tinha a câmera, foi quem disse: "É um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário