domingo, 28 de agosto de 2011

A PINTURA MALDITA


Notícia publicada na revista PSI-UFO Edição 02. Outubro de 1986

A Pintura Maldita

Centenas de pessoas na Grã Bretanha perderam suas casas por causa de misteriosos incêndios. Todos com um bizarro ponto em comum: Cada casa tinha uma cópia da pintura do menino chorando. Curiosamente, em muitos casos, a única peça de decoração a sobreviver as chamas era justamente a cópia, segundo o jornalista Dick Donovan.
Existem diversas versões da pintura originalmente feita pelo artista italiano Graham Bragolin, mas, todas retratam um pobre garotinho triste com lágrimas rolando pela face.
A imprensa europeia diz que os investigadores dos incêndios não tem conseguido detectar as fontes das estranhas chamas, que parecem ter surgido sem motivo aparente. Aliás, foi um dos investigadores que primeiro percebeu a presença da pintura nas residências queimadas, principalmente porque eram, em diferentes acontecimentos, as únicas peças não avariadas pelo fogo. E os episódios registrados tem levado muita gente séria a pensar em alguma espécie de maldição associada a pintura.
Em Blaenavon, Wales, a Sra. Ann Hardwick, de 37 anos, teve sua casa reduzida a escombros, mas, as três cópias do quadro, de sua propriedade, permaneceram intactas. Impressionada, Ann fez questão de jogá-las no lixo.
O mesmo aconteceu com o Sr. David Amos, que possuía duas reproduções da tela. Sua casa em Mersyside pegou fogo e os quadros ficaram íntegros.
A Sr. Doris Wilde, 51, foi avisada por amigos de que o quadro que ela comprar poderia atrair experiências desagradáveis para o seu lar. A dona-de-casa, residente em Northampton, nada supersticiosa, ignorou por completo as recomendações no sentido de qe se livrasse daquele artigo e sua moradia foi consumida por um incêndio de origem inexplicável. A Sra. ficou tão chocada que não encontrava coragem nem mesmo para tocar a figura do menino.
A quantidade de episódios catastróficos tendo como ponto em comum a presença de cópias de citado quadro, foi tão grande, que rumores espalharam-se por toda a Grã-Bretanha, dando forma a uma maldição. Um número expressivo de pessoas desejosas de se livrarem de suas telas apareceu. Todo esse movimento chegou a tal ponto que o jornal The Sun (Londres) passou a coletar as reproduções, com o apoio de seus leitores, para que fossem destruídas. E assim, centenas de cópias da pintura maldita foram incineradas, perante alguns membros do corpo de bombeiros local.
"Penso que há muita gente que vai poder respirar aliviada agora" disse o bombeiro Barry Davis, diante da fogueira de quadros.


fortean_times_2724_12

Algumas fotos e informações
Este quadro que você vê agora é uma verdadeira raridade. Ele faz parte de um total de 27 quadros, que em sua grande maioria, os personagens, geralmente crianças, curiosamente aparecem chorando
Repare no pescoço do menino , aparenta ser uma mão "enforcando" o garoto

Neste quadro a imagem que surge é de um monstro (demônio) engolindo o menino


No quadro acima (à esquerda) se observarmos com atenção, percebemos o motivo pelo qual a menina chora: ela tem o braço direito amputado. Nota-se também, a formação de algumas gotas de sangue que, num primeiro momento, aparentava ser sua manta se desfiando. Depois de um apurado estudo anatômico, concluímos que seu antebraço esquerdo também estava deslocado, ou simplesmente 'fora de lugar'. A mão e os dedos estão inchados e os cantos das unhas arroxeados, características comuns de membros necrosados. À direita, o quadro 'corrigido' depois de um estudo anatômico, mostrando a posição em que o antebraço deveria estar representado. Se não me engano, se olharmos essa figura de lado, como a Quadro 2, o manto vermelho da menina parece também como que um monstro a engolindo...


"Se deitarmos o quadro pela direita a figura tomará a forma de uma pessoa morta (deitada com o braço sobre o peito).

Esse é difícil, mas parece haver uma mão dentro da camisa do menino!
"A parto atrás do garoto tem uma pequena parte quebrado em cima, poderia ser umdemónio olhando para ele, a parte de baixo da roupa dele tem cores que forma um monstro como se o estivesse engolindo" (você pode achar idiotice, mas se não tiver uma boa percepção nem adianta tentar desvendar)

"Perceba o rosto do garoto ferido do lado mais escuro!"

"Este garoto esta decapitado, perceba que sua cabeça não esta simetricamente alinhada ao corpo e que sei pescoço não aparece"
Outras informações sobre os quadros

Autoria

Estes quadros foram pintados por um italiano chamado Bruno Amadio, que os assinou como G. Bragolin, Giovanni Bragolin, J. Bragolin, GB, B. Amadio ou Giovanni Amadio, entre as décadas de 70 e 80, e se espalharam por vários lugares do mundo como uma peste, assim como no Brasil. Existem os originais, que segundo informações encontradas no website holandês Crying Boy Fanclub estão em um museu na Europa, e as réplicas, milhões delas, espalhadas pelo mundo.
Em um dos quadros podemos ver uma das assinaturas (provavelmente a mais usada) de Bragolin:

Mais informações

Segundo informações encontradas em um website , na época do auge destes quadros, ocorreram entre 40 e 50 casos de incêndios que ocorreram em casas na Europa (principalmente Inglaterra), que continham algum destes quadros, e apesar do estrago nas casas, os quadros de crianças chorando permaneciam intactos. Algumas pessoas chegaram a afirmar que os incêndios tinham sido causados pela maldição destes quadros. Alguns destes casos chegaram a ser manchetes em agências de notícias.
Um website sueco, afirma que só na Suécia cerca de um milhão destes quadros foram vendidos na década de 70. Na década de 80 estes quadros renderam uma enorme fascinação em faculdades de Estocolmo, onde o assunto era debatido. Além disso os quadros foram vistos presos até na parede de barracas e casas em acampamentos de refugiados palestinos. Este mesmo website sueco diz ainda que a atmosfera se tornou pesada em torno destes quadros na década de 80. Muitos artigos de jornais contaram sobre bombeiros que encontraram sob escombros quadros de crianças chorando ilesos diante das cinzas de casas incendiadas. 


Que estes casos continuam é comprovado na Internet, onde pessoas que os possuíam contam histórias ruins que lhes aconteceram, e muitos acham que estes quadros podem ser a causa. O website termina perguntando se é verdade ou mentira e que, em todo caso, estes quadros têm um poder estranho, e que continuam disseminando medo e desgosto em torno deles.





2 comentários:

  1. TINHA UM QUADRO DESSES NA CASA DE MINHA MAE A 30 ANOS NUNCA ACONTECEU NADA,AGORA EVASNGELICOS A CONVENCERAM DE JOGA-LO NO LIXO, MAS AGORA ESTA ARREPENDIDA DE TE-LO FEITO E ESTA A PROCURA DE OUTRO, SE FOSSE VERDADE ACHO QUE EM TRINTA ANOS MINHA CASA JA TERIA PEGADO FOGO

    ResponderExcluir
  2. ACHO REALMENTE QUE SEJA UMA LENDA URBANA MUNDIAL,MAS QUANDO EU ERA PEQUENA ERA CABREIRA COM ESSES QUADROS,JÁ ROLAVA TODA UMA HISTÓRIA SOBRE ELES...

    ResponderExcluir