sábado, 7 de janeiro de 2017

Os 10 objetos mais assombrados já registrados na história

1. A caixa dibbuk contém um antigo espírito malígno




A caixa dibbuk é um armário do vinho que, de acordo com o folclore judaico, é dito ser assombrado por um espírito maligno e inquieto, que é capaz de assombrar e possuir os vivos. A caixa de dibbuk, tornou-se famosa quando foi listada no eBay, juntamente com uma história por trás aterrorizante.
A história começou em setembro de 2001, quando um comprador antigo e pintor, participou da venda de uma propriedade em Portland, Oregon. O leilão foi realizado para vender os pertences de uma mulher de 103 anos de idade, sua neta informou ao antiquário quando ela percebeu que ele tinha comprado o armário do vinho simples de madeira que, sua vó, que era judia, foi a única dos membros de sua família a ter sobrevivido seu tempo em um campo de concentração nazista durante a Segunda Guerra Mundial. Quando ela emigrou para os Estados Unidos, o armário de vinho e outros dois itens eram as únicas coisas que ela trouxe com ela.
A neta da mulher explicou também que sua avó sempre havia mantido a caixa escondida, e disse que ela nunca, nunca deveria ser aberta porque continha um espírito maligno chamado Dibbuk. Ela pediu que a caixa fosse enterrada com sua avó, mas como isso ia contra a tradição judaica, a família dela não deixou isso acontecer. Quando o antiquário perguntou à neta se ela gostaria de ficar com a caixa por razões sentimentais, a mulher recusou firmemente, ficando muito chateada e dizendo: “Fizemos um acordo! Você tem que leva-la!”
O comerciante levou a compra para sua loja e colocou-a em sua oficina no porão. Imediatamente, coisas estranhas e assustadoras começaram a acontecer. Ele foi chamado por sua assustada assistente de loja, que disse que as luzes tinham apagado, as portas e portões de segurança tinham sido trancados, e ela ouviu sons terríveis que vinham do porão. Quando ele investigou, descobriu um terrível odor de urina de gato persistente no ar, e cada lâmpada no lugar tinha sido esmagada.
O vendedor deu a caixa de vinho para sua mãe como um presente, e a mulher sofreu imediatamente um grave acidente vascular cerebral. No hospital, ela soletrou, “H-A-T-E G-I-F-T” (“odeio presente” em português), com lágrimas escorrendo dos olhos incontrolavelmente. Ele tentou dar o presente a várias outras pessoas, mas sempre foi devolvido a ele dentro de alguns dias, geralmente porque as pessoas simplesmente não gostavam dele, ou porque eles sentiram alguma coisa ruim. Ele começou a sofrer de um pesadelo recorrente, e mais tarde ele descobriu que todos os membros da sua família que passaram perto da caixa estavam tendo o mesmo sonho. Ele também começou a ver figuras de sombras que passavam em torno de sua visão periférica.
Depois de finalmente admitir que havia algo paranormal acontecendo, ele foi fazer uma pesquisa on-line e adormeceu em seu computador. Quando ele acordou, ele sentiu como se algo estivesse respirando em seu pescoço, e quando ele virou a cabeça, viu uma sombra enorme correndo para longe dele no corredor. Ele então decidiu listar o item no eBay, juntamente com uma descrição detalhada do que tinha acontecido com ele desde a obtenção da caixa.
Jason Haxton, o curador de um museu de medicina em Missouri, comprou a caixa no leilão do eBay. Mais tarde, ele escreveu um livro que detalhava a estranha história da caixa de dibbuk, e em 2012, um filme de terror baseado no livro intitulado “A Possessão” foi lançado.

2. Annabelle, a boneca possuída por um demônio mentiroso



Em 1970, uma mulher foi fazer compras em um brechó e comprou uma boneca estilo Raggedy-Ann para sua filha, que estava na faculdade. Sua filha gostou e colocou em seu apartamento, mas logo ela e sua companheira de quarto notaram coisas estranhas que acontecendo envolvendo a boneca. Ela movia por si só, muitas vezes, sendo encontrada em um outro quarto, embora ninguém tivesse tocado nela. Elas descobriram pequenos pedaços de papel de pergaminho, que elas nem sequer possuíam, com caligrafia infantil rabiscada sobre eles. Elas também encontraram a boneca de pé sobre as próprias pernas, o que seria impossível em suas pernas feitas de trapo.
Assustadas, entraram em contato com um médium, que disse pra elas que a boneca estava possuída pelo espírito de uma jovem que tinha morrido no prédio de apartamentos. “Annabelle”, disse que gostava das meninas da faculdade, e queria ficar com elas, então elas disseram á boneca que ela podia. Infelizmente, concedendo o espírito permissão para o aumento das atividades paranormais em seu apartamento, incluindo ter um amigo do sexo masculino atacado pela boneca uma noite, deixando marcas fortes arranhões por todo o peito e tronco.
As meninas contactaram renomados investigadores psíquicos, Ed e Lorraine Warren. A dupla, casada, logo descobriu que a boneca não era possuída por um espírito de uma criança; ao contrário, ela é possuída por um demônio que tinha mentido sobre a sua identidade, a fim de chegar perto das meninas, talvez com a intenção de possuir uma ou ambas. As meninas deram “Annabelle” para os Warren, que envolveram-na em um armário de exposição de vidro em seu Museu Occult em Connecticut. O sinal no vidro diz, “advertência: Positivamente Não abra”

3. O “quadro possuído do eBay” que causa medo



Em 2000, um vendedor do eBay anônimo listou uma pintura criada pelo artista Bill Stoneham chamado de “As Mãos resistem a ele.” Esta pintura é agora considerada em grande parte a ser uma das obras mais assombradas do mundo da arte.
A pintura caracteriza um menino, e uma boneca de pé assustadora na frente de uma porta de vidro. A pintura foi criada em 1972 e comprada pelo ator de Hollywood John Marley. Em seguida, foi comprada por um casal da Califórnia antes de ir à venda no eBay, juntamente com um terrível aviso sobre os problemas envolvidos possuíndo o objeto.
De acordo com o casal, as figuras na pintura movimentavam-se à noite, às vezes desaparecendo da tela inteiramente. Foi dito até mesmo que o menino na pintura realmente entrou na sala onde a pintura estava pendurada, e todos os que viram a pintura relataram sentir-se doente e fraco. As crianças pequenas que olhavam para a pintura, saiam correndo e gritando quarto. Adultos, sentiam como se mãos invisíveis estivessem agarrando-os, e outros disseram que sentiram uma explosão de ar quente, como se tivessem aberto um forno.
Mesmo aqueles que viram a pintura em online disseram sentir uma sensação de desconforto, medo ou terror quando se olha para a pintura. Uma pessoa chegou a afirmar que a sua nova impressora se recusou a imprimir a foto da pintura, no entanto, ela funcionou bem em todos os outros trabalhos de impressão.
A pintura foi comprada por uma galeria de arte em Grand Rapids, MI. Quando a galeria falou com o artista que o criou, ele ficou surpreso ao ouvir que o seu trabalho estava no centro de uma investigação paranormal, mas ele mencionou que duas pessoas que ele apresentou originalmente para analisar ​​a pintura morreram dentro de um ano depois de ver “As Mãos resistem a ele.”

4. A “Myrtles Plantation” e o Espelho que contém os espíritos de uma mulher e seus filhos



“Myrtles Plantation” é uma casa supostamente assombrada, considerada a casa mais assombrada nos Estados Unidos, bem como uma das casas mais assombradas do mundo. A plantação é de 1796, e foi construída sobre um cemitério indígena. Além disso, há rumores de ser a localização de pelo menos dez assassinatos, e acontecimentos paranormais são uma ocorrência quase diária.
Talvez o item mais assombrado no local seja um espelho que foi adicionado à casa em 1980. Os hóspedes relataram ter visto figuras à espreita no espelho, bem como marcas de mãos de crianças no vidro. A lenda afirma que o espelho contém os espíritos de Sara Woodruff e seus filhos. Os Woodruffs foram envenenados até a morte, e apesar do costume de que os espelhos devem ser cobertos após a morte para evitar que espíritos fiquem presos, esse espelho não foi coberto, portanto, a crença é que as almas Woodruff são presente e ativas dentro do espelho.

5. O vestido de casamento assombrado que dança por si só



Em 1849, uma menina de uma família rica chamada Anna Baker se apaixonou por um ferreiro de baixa classe. O pai de Anna, Ellis Baker, se recusou a deixá-la se casar com seu amado, banindo o jovem de sua cidade natal de Altoona, Pensilvânia e condenando sua filha a uma vida de solteira. Anna estava tão zangada com o pai que ela nunca se apaixonou ou casou, e manteve-se amarga e irritada até sua morte em 1914.
Antes de seu pai enviar o seu verdadeiro amor para longe, Anna tinha escolhido um belo vestido de noiva que ela pretendia usar em seu casamento. Como não ocorreu o casamento, uma outra mulher rica de uma família local, Elizabeth Dysart, usou o vestido, regozijando o tempo todo. Anos mais tarde, o vestido de noiva foi dado a uma sociedade histórica e, eventualmente, a mansão Baker foi transformada em um museu. O vestido de casamento foi colocado em uma caixa de vidro em que foi anteriormente o quarto de Anna Baker. Após sua morte, os visitantes afirmam ver vestido movimentar por conta própria, especialmente durante as luas cheias. O vestido oscila de lado a lado, como se uma noiva invisível estivesse de pé na frente de seu espelho, admirando no vestido.
Os pesquisadores que têm procurado rascunhos e outras circunstâncias naturais que ocorrem vieram de mãos vazias. Ninguém pode ter certeza porque o vestido as vezes se move por si só, embora muitos especulam que a noiva rejeitada, Anna Baker, recuperou seu vestido no final.

6. Cadeiras que empurram as pessoas para fora delas e fazem as pessoas sentirem doente



Newport, Rhode Island é uma das mais antigas cidades dos Estados Unidos. Estabeleceu-se em 1690, no início do século XX, a cidade portuária tornou-se um destino de Verão para algumas das famílias mais ricas da América. As mansões de Newport são lendárias, porém, muitas histórias de fantasmas acompanham edifícios que estão ali a tanto tempo.
O castelo Belcourt foi fundado em 1894, por Oliver Hazard Perry Belmont, um socialite americano rico e político. Há muitas assombrações documentadas dentro desta casa luxuosa, mas talvez os mais famosos objetos assombrados do castelo são duas cadeiras que supostamente têm espíritos ligados a elas. Os visitantes que se sentam nas cadeiras dizem que imediatamente se sentem desconfortáveis, com frio e náusea. Sentem suas mãos como se estivessem sendo picadas por eletricidade estática quando perto das cadeiras, e muitas pessoas têm reclamado que sentem como se estivesse sentando em alguém quando eles tentam se sentar nas cadeiras. Vários visitantes foram efetivamente ejetados das cadeiras por uma força invisível.

7. Assombrado boneco que amaldiçoa aqueles que tiram foto dela sem permissão



Em 1896, este boneco assustador pertencia a uma criança chamada Robert Eugene Otto em Key West, Florida. O boneco teria sido dado a ele por um funcionário que praticava magia negra, e que não gostava de a família do menino. O menino adorava seu boneco, e muitas vezes falava com ele. Servos da casa de Otto ficaram preocupados quando eles juravam poder ouvir uma voz fantasma respondendo o menino, até mesmo os vizinhos afirmavam ver o boneco se movimentando de janela em janela na casa Otto quando ninguém estava em casa.
Logo, o boneco começou a causar o mal, e o menino assustado dizia que ele não tinha nenhuma culpa nisso. Quartos seriam bagunçados, vasos quebrados, e o pequeno Robert era culpado, mesmo parecendo muito assustado e insistindo que seu boneco tinha feito as obras.
Robert herdou a casa e morreu em 1972, assim que a casa foi comprada por outra família. Uma menina que tinha acabado de se mudar para a casa encontrou o boneco no sótão e foi instantaneamente aterrorizada por ele. Ela disse que o boneco estava vivo e queria matá-la. O boneco finalmente acabou em uma galeria de arte e museu histórico, em Key West, onde permanece em exibição até hoje. Curiosamente, os visitantes do museu afirmam que eles devem pedir permissão para tirar uma fotografia do boneco. Se não fizerem isso, a lenda diz que o boneco vai te amaldiçoar. O museu exibe cartas de indivíduos “amaldiçoados” que têm escrito para o boneco, desculpando-se por não pedir para tirar uma foto sua, e pedindo para ser liberado de seu feitiço.

8. As mulheres da estátua de Lemb que traz morte a todos os proprietários



Apelidado de “A Deusa da Morte,” As Mulheres da estátua de Lemb é uma estátua esculpida em calcário puro que foi descoberta em 1878 em Lemb, Cypruss. O item é de 3500 aC, e acredita-se que representa uma deusa, semelhante a um símbolo fertilidade. A estátua pertenceu pela primeira vez ao Senhor Elphont, e no prazo de seis anos pertencendo a estátua, todos os sete membros da família Elphont tinham morrido de causas misteriosas.
Ambos os próximos dois proprietários, Ivor Manucci e Senhor Thompson-Noel, também morreram junto com suas famílias inteiras em apenas poucos anos depois de colocar a estátua em suas casas.
O quarto proprietário, Sir Alan Biverbrook, morreu, bem como, juntamente com sua esposa e duas de suas filhas. Dois dos filhos de Biverbrook permaneceram, embora eles não fossem grandes crentes do oculto, eles estavam com medo o suficiente por causas das mortes súbitas e estranhas de quatro dos membros de sua família, que eles decidiram doar a estátua para o Museu Royal Scottish em Edimburgo, onde permanece até hoje.
Logo após o item foi colocada no museu, o chefe da seção onde a estátua habitou morreu de repente, bem como, embora nenhum curador do museu vai admitir que a estátua pode ter propriedades sobrenaturais. Ninguém tem encostado na estátua desde que o primeiro funcionário do museu faleceu, o item está em segurança sob vidro, protegido de mãos humanas.

9. “O homem angustiado” capturado em vídeo



Esta pintura amedrontadora, foi mantida no sótão da casa da avó de Sean Robinson durante vinte e cinco anos até que ele a herdou. Ela sempre disse á Robinson que a pintura era do mau, explicando como o artista que o criou tinha usado seu próprio sangue misturado com a pintura, e tinha se matado logo após completá-la. Ela alegou ouvir vozes e choros quando a pintura foi exibida, e ver a figura sombria de um homem em sua casa, que é por isso que ela a trancou no sótão.
Assim que Robinson levou a pintura á sua casa, ele e sua família começaram a ter os mesmos tipos de fenômenos assustadores. Seu filho caiu da escada, sua esposa sentiu algo acariciando seus cabelos, eles viram o homem sombra e o ouviu chorar.
Robinson decidiu colocar uma câmera durante a noite para tentar capturar alguns dos estranhos acontecimentos em fita. Vídeos de Robinson no YouTube mostram portas fechando, fumaça saindo do quadro, e a pintura caindo da parede sem motivo.
Assustado, Robinson em breve colocou a pintura em seu porão, mas ele não está interessado em vendê-la.

10. A amaldiçoada “cadeira da morte” que mata todos os que sentam nela



Em 1702, um assassino condenado chamado Thomas Busby estava prestes a ser enforcado pelos seus crimes. Seu último pedido era para ter sua última refeição servida em seu bar favorito em Thirsk, na Inglaterra. Ele terminou sua refeição, levantou-se e disse: “Que a morte repentina venha para quem ousar sentar na minha cadeira.”
A cadeira permaneceu no pub durante séculos, e os clientes muitas vezes se atrevem uns aos outros a sentar no banco amaldiçoado. Durante a Segunda Guerra Mundial, os aviadores de uma base próxima frequentava o pub, e os moradores perceberam que os soldados que se sentaram na cadeira nunca retornam da guerra.
Em 1967, dois pilotos da Royal Air Force sentaram na cadeira, logo depois bateram seu caminhão em uma árvore logo. Em 1970, um pedreiro testou seu destino na cadeira, morreu naquela mesma tarde ao cair em um buraco em seu local de trabalho. Um ano depois, um carpinteiro que se sentou nela morreu após o telhado em que estava trabalhando entrar em colapso. Quando a senhora de limpeza do pub tropeçou e caiu na cadeira, ela morreu pouco depois de um tumor cerebral.
Esta lista continua, e, finalmente, o proprietário pub moveu a cadeira para o porão. Infelizmente, mesmo no armazenamento a cadeira fez mais uma vítima. Depois que um homem de entrega descansou rapidamente durante a descarga de pacotes na sala de loja, ele foi morto em um acidente de carro no mesmo dia.
Eventualmente, o dono do bar doados a cadeira para o museu local em 1972. O museu exibe a cadeira por enforcamento-lo cinco pés no ar de modo que ninguém pode sentar-se nele por engano novamente. Felizmente, ninguém se sentou na cadeira desde então.

Nenhum comentário:

Postar um comentário