domingo, 23 de outubro de 2016

Tuenno, a aldeia do lago encantado


O pequeno vilarejo de Tuenno na região de Trentino Alto Adige é um dos mais antigos do Valle di Non. De origem pré-histórica, o vilarejo foi uma propriedade episcopal e disputado por nobres na Idade Média.
Com o crescimento da fruticultura, atualmente Tuenno experimenta uma modernização com belos prédios de apartamentos que contrastam com as antigas casas rústicas e fornos de pão.



Os grandes atrativos turísticos de Tuenno são naturais, tais como os pomares de maçãs cultivadas com as águas puras do vale que tornaram as maçãs Melinda reconhecidas DOC - Denomização de Origem Controlada. Isso se tornou possível graças ao empenho dos agricultores que durante décadas seguem etapas de produção até a colheita. 
Aproximadamente entre abril e maio o vale se transforma em um enorme jardim perfumado de flores com delicadas pétalas brancas que adornam as macieras. Depois de passar dias inteiros aquecidos pelos raios quentes do sol de verão, entre meados de setembro e outubro as maçãs amadurecem estando prontas para a colheita. Daí a paisagem dos pomares setransforma com o perfume e o gosto das frutas tenras e especiais. 



Com muitas áreas verdes, o Parque Natural Adamello Brenta é a maior área protegida em Trentino, com mais de 620 km quadrados. A riqueza natural única desta área protegida inclui numa parte as dolomitas Brenta com suas torres e castelos de pedras, torres e muralhas que falam de mares desaparecidos a milhões de anos antes de se tornar uma rocha.
Em outra parte estão as imponentes montanhas do Adamello-Presanella, um extenso mosaico de florestas de cipreste e faia, prados floridos, pastagens e falésias inacessíveis. As montanhas guardam uma vida selvagem extraordinária com veados camurça, muflão, cervos e águias além de raposas, texugos, martas, doninhas, marmotas, perdizes e muitos outros animais grandes e pequenos.


Uma atração do parque é o urso pardo, um espécie da vida selvagem que é protegido, sendo os últimos remanescentes dos Alpes. Para evitar a extinção do último grupo de ursos nos Alpes, foi lançado um projeto para a reintrodução dos ursos no parque onde a caça é controlada. 
O urso é um símbolo do Vale do Tovel, sendo um habitat adequado para a sobrevivência da espécie. Animal misterioso e fascinante, durante séculos os ursos foram perseguidos por todos os meios e nos Alpes tinha chegado à beira da extinção. Agora voltarão a andar pelas antigas veredas onde sempre viveram.




Cercado por rochas e um cenário alpino, surge o Lago Tovel que mais parece uma imagem de sonho. Embora o lago tenha apenas 1 km de comprimento, a trilha entorno do lago leva à descoberta de incríveis paisagens. Durante o verão, o trajeto de acesso ao lago é feito através de ônibus, porém durante o inverno a estrada de acesso ao lago permanece fechada ao tráfego. 



Até 1964 o Lago Tovel era conhecido como Lago Vermelho porque, em determinadas épocas do ano, as águas de suas margens se tingiam de vermelho tornando-o um dos lagos mais famosos do mundo. O estranho fenômeno deu origem a diversas lendas.
Dizia a lenda que depois da morte de um rei, o povo receava que sua única filha Tresenga se casasse com um tirano. Por isso a bela jovem renunciou ao casamento para salvar seu reino.Mas a beleza e a riqueza da jovem atraia muitos pretendentes que tentavam conquistar seu coração; um desses pretendentes era Lavínio que foi rejeitado.
Inconformado, ele resolveu marchar sobre a cidade onde travou uma grande batalha às margens do Lago Tovel matando a princesa e seus súditos. A partir daquele dia, durante uma época do ano, o lago magicamente se coloria de vermelho enquanto a alma de Tresenga suspirava triste à beira do lago.



Apesar do extraordinário espectáculo que criava um ambiente belo e romântico, pesquisadores e cientistas descobriram que o fenômeno ocorria devido à proliferação anormal de uma alga conhecida como Tovellia Sangue, que tornava a superfície do lago totalmente vermelha nos meses mais quentes.
Esse fenômeno ocorria devido à carga orgânica derivada do pastoreio perto do lago. Com a mudança do pastoreio para outras áreas, as algas se reduziram gradualmente deixando as águas novamente em tons de azul e verde esmeralda, mas ainda causa suspiros naqueles que contemplam o lago encantado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário