sábado, 9 de abril de 2016

MONTE FITZ ROY


O Monte Fitz Roy ou Cerro Chaltén é uma montanha localizada na cidade de El Chaltén , província de Santa Cruz, no extremo sul da Argentina, fronteira com o Chile. O seu nome é uma homenagem a Robert FitzRoy, capitão do HMS Beagle, navio que levou Charles Darwin em sua viagem ao redor do mundo. Na região também é conhecido por El Chaltén, nome idêntico ao de um povoamento local.
Apesar de sua altitude relativamente modesta de 3.375 metros, o Fitzroy é considerado por muitos alpinistas profissionais como o maior de todos os desafios do seu esporte, porque suas paredes verticais requerem técnica impecável para serem conquistadas. Ademais, o clima da região é excepcionalmente ruim e traiçoeiro — fato que já custou a muitos suas vidas.
Além de alpinistas, fotógrafos e outros são atraídos às imediações do Fitzroy pela sua aparência fantástica.


Em janeiro de 2011, o montanhista brasileiro Bernardo Collares morreu ao tentar escalar o monte Fitz Roy.
O Monte Fitz Roy, a montanha mais alta no Parque Nacional Los Glacieres, ergue-se 3405 metros acima das montanhas esculpidas e ventos nevados a um pico que apenas escaladores de verdade vão querer enfrentar. Seu vizinho, o Cerro Torre de 3128 metros, não é mais fácil de atingir, mas suas torres magníficas coroam o parque com sua formação mais reconhecida.


Alpinistas podem tentar escalar ambas as montanhas entre novembro e fevereiro, mas é bom levar em conta que, mesmo no verão, dias claros não são garantidos. Caminhantes menos ambiciosos vão encontrar trilhas maravilhosas para percorrer neste paraíso, nem de longe as vistas se comparam com as do topo, mas são excelentes para desfrutar através dos campos floridos e lagos cristalinos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário