segunda-feira, 10 de agosto de 2015

SEAL DISCOGRAFIA



Este cantor de Soul Music, nascido na Inglaterra, é reconhecido pela ótima mistura que faz de ritmos, entre eles o soul, folk, dance, rock e pop. Seal apareceu no cenário musical em 1990, quando cantava em bandas inglesas de soul music e acabou se tornando o intérprete mais famoso da década na Inglaterra. Com uma expressão forte (negro, alto, bonito, canhoto e com uma cicatriz no rosto), Seal conquistou outros países ao lançar o hit “Killer”, que vendeu mais de 5 milhões de cópias.
Com o sucesso internacional, o cantor assinou contrato com uma gravadora e, em 1991, lançou seu primeiro álbum solo “Seal”. As canções misturavam um som pop/acústico. A boa melodia colocou Seal nas paradas de sucesso com a música “Crazy”, que ficou entre as 10 mais tocadas nos EUA, além de “Future Love Paradise”, “Deep Water”, “Whirlpool” e “Violet”. “Killer” também entrou para o repertório, mas desta vez com um arranjo diferente feito por Seal. Foi na turnê deste disco, que o artista participou do Hollywood Rock, realizado em 1992 no Brasil.


1994 foi o ano da consagração de Seal. O segundo trabalho, mais uma vez auto-entitulado, vendeu mais de 20 milhões de cópias no mundo e lhe rendeu o Grammy de 1996 com a melhor música “Kiss From a Rose” e melhor intérprete masculino. Além de “Kiss From a Rose”, a canção “Prayer for the Dying”, que fala de um ritual entre vivos e mortos, também alcançou o topo das paradas mundiais. Segundo a crítica, este disco tem uma das melhores produções da carreira de Seal, feita por Trevor Horn, e arranjos quase perfeitos.
Em 1998, Seal lançou “Human Being”, que mostrou a preocupação do cantor com as relações humanas. O soul é o ritmo registrado nas canções que falam de conscientização das pessoas em amar e respeitar uns aos outros. Cada música tem uma mensagem, como “Lost My Faith”, que fala sobre o lado espiritual do ser humano e “Colour”, sobre preconceito e ódio. Apesar das belas canções, o disco não fez muito sucesso e vendeu 5 milhões de cópias.
Depois de 5 anos sem gravar, em 2003 Seal lançou mais um álbum, “Seal IV”. As músicas com ritmos misturados entre baladas românticas, rock, pop, R&B e folk infused lembraram as canções do primeiro trabalho. “Get it Together” foi o primeiro single lançado e tornou-se um clássico. “Waiting for you”, acompanhada de um piano, trouxe elementos do Blues e “Don’’t make wait”, uma melhores músicas românticas do disco, teve a participação de uma orquestra ao fundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário